Super Dica: Como controlar a ansiedade na terceira idade? Entenda já!

Super Dica: Como controlar a ansiedade na terceira idade? Entenda já!

Quando se trata de ansiedade, estamos falando de uma condição inerente ao ser humano. Sentir a tensão frente a uma percepção de ameaça futura acontece em todos os momentos da vida, desde a infância até a terceira idade.

Contudo, é preciso ter o cuidado de detectar os limites da linha tênue que permeia a normalidade e a patologia. Até quando uma sensação é pertinente? Quando ela começa a causar impactos nas atividades diárias?

Para uma melhor qualidade de vida, especialmente para idosos, é fundamental detectar precocemente os impactos dessa condição e buscar maneiras de aliviá-los. Afinal, como controlar a ansiedade na terceira idade? Confira!

Veja o panorama da condição

Palpitações, batimentos acelerados, insônia, dificuldade para respirar, fadiga da musculatura, boca seca… Tudo isso representa alguns sinais e sintomas físicos da ansiedade, sendo fundamental lembrar, ainda, do impacto no psicológico do idoso.

Diante da amplitude dos efeitos, uma das principais consequências é a restrição da qualidade de vida, além de que, muitas vezes, há associação com outros transtornos psíquicos, como depressão.

A associação dos impactos provoca no idoso a diminuição da independência, de modo que só busca por ajuda quando a situação está insustentável. Mas seria necessário esperar tanto? Por que não investir no próprio bem-estar antes?

Veja, a seguir, algumas boas práticas que auxiliam no processo!

Aposte nos exercícios físicos

A prática de atividades físicas consegue proporcionar benefícios para o organismo de maneira global. Além fortalecer a musculatura, melhora a respiração e as funções cardíacas e auxilia no controle do colesterol.

Além dos benefícios físicos, provoca grandes impactos positivos para o psíquico. A liberação de neurotransmissores associados ao prazer e à felicidade potencializa a sensação de bem-estar.

Sendo assim, busque exercitar o corpo e a mente com caminhadas, natação, hidroterapia, pilates e demais atividades físicas. Se possível, faça exercício ao ar livre. O sol ajuda a aliviar a ansiedade e também a depressão.

Conheça a acupuntura

Saindo do âmbito do movimento, vamos dar uma dica valiosa que envolve a Medicina Tradicional Chinesa.

A acupuntura é uma prática cada vez mais conhecida pela população e buscada para o alívio de sintomas, sendo um deles a ansiedade.

Por meio do estímulo em regiões específicas, é possível causar efeitos sistêmicos no organismo. Tal estímulo é feito, geralmente, com o auxílio de agulhas muito finas, que não provocam a temida dor ao serem inseridas.

Se o uso de agulhas causa certo receio, existem condutas alternativas que não usam agulhas, como a auriculoterapia e a ventosaterapia, as quais atuam com o mesmo princípio de estimular regiões estratégicas e gerar alívio dos sintomas.

Faça hidroterapia

Por fim, vamos falar como a água é um elemento fundamental para aliviar ansiedade. A fisioterapia aquática, ou hidroterapia, tem papel conhecido no combate às dores e na reabilitação de lesões.

Mas engana-se quem pensa que o foco é apenas esse. A prática também tem como benefício a redução do estresse e da ansiedade, por meio do trabalho dos movimentos, e, assim como as demais atividades físicas, estimula o prazer e a felicidade.

Mais importante que focar no tratamento é detectar os sinais de desequilíbrio emocional logo quando surgem. Sendo assim, o idoso pode buscar por ajuda precocemente, seja com o apoio familiar, seja se inserindo em novos grupos para realizar atividades sociais com amigos e conhecidos de outros círculos.

Então, um cérebro ativo é importante para estar sempre inteligente e com boa saúde. Coloque em prática as dicas de como controlar a ansiedade antes que ela prejudique ainda mais sua qualidade de vida!

Gostou do conteúdo?

Fique por dentro das novas postagens, compartilhes nas suas redes sociais, envie para seus amigos para que eles também possa aproveitar as nossas dicas, fiquem ligados para as nossas novas matérias!

 

CUIDADOS COM BELEZA E ESTÉTICA AJUDAM A CONTROLAR A DEPRESSÃO E ANSIEDADE

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório este ano que demonstra como está a população mundial com relação à depressão e à ansiedade. A pesquisa aponta que 322 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão, na maioria mulheres.

O Brasil ficou no topo da lista entre os países da América Latina que mais sofrem com o problema nos últimos anos. Estima-se que 5,8% da população esteja passando por uma depressão e que 9,3% por algum tipo de transtorno de ansiedade.

Em projeções, ainda segundo a pesquisa da OMS, em 2030 a depressão e a ansiedade poderão chegar ao topo da lista das doenças que mais causam incapacidade no mundo, superando até mesmo a obesidade, grande preocupação atual.

 

SAÚDE E BEM-ESTAR

Cuidados com a beleza e estética que proporcionem saúde e bem-estar tornaram-se cada vez mais importantes para desacelerar do dia a dia, aliviar o estresse e elevar a autoestima. Aliando esses conceitos, marcas e profissionais investem em produtos e serviços com tecnologia avançada. Para oferecer qualidade e resultado eficaz, que contribuam para a qualidade de vida.

O setor tem apostado novas técnicas em tratamentos corporais para celulite, flacidez, gordura localizada, estrias, manchas e pós-operatórios. Facial para acne, olheiras e rejuvenescimento além de massagens e procedimentos para reduzir medidas e nutrir tecidos.

 

AUTOESTIMA E PREVENÇÃO

A depressão e ansiedade podem acontecer por diversos fatores sociais, psicológicos e biológicos.  Pessoas que sofrem situações traumáticas possuem maior propensão a desenvolvê-los. O estresse e a baixa autoestima também estão entre os fatores que podem desencadear o problema.

Ainda segundo a OMS, para casos depressão e ansiedade moderada e grave, tratamento com profissionais de saúde especializados é imprescindível.  Há diversos tipos de tratamentos psicológicos, como ativação comportamental, terapia cognitivo-comportamental e psicoterapia interpessoal ou medicamentos antidepressivos.

 

O que é a harmonização facial

Para começar, é importante entender que a harmonização facial é, na verdade, um conjunto de técnicas que tem por objetivo o equilíbrio funcional e estético do rosto. Justamente por isso, é um procedimento que varia de paciente para paciente, sendo individualizado de acordo com as necessidades e as características únicas de cada pessoa.

É essa “customização”, feita após uma análise completa da face por um profissional especializado, que garante um resultado natural. Através de preenchedores, toxina botulínica e outras técnicas, é possível aumentar, diminuir ou corrigir o tamanho e a forma de nariz, boca, bochechas, queixo, maxilar, entre outras áreas do rosto, a fim de que haja harmonia como um todo.

 

Quer saber mais sobre a Harmonização Facial?

 

A harmonização é feita com diferentes técnicas

Diferentes técnicas podem ser utilizadas para garantir o melhor resultado na sua harmonização, atendendo às suas expectativas. Os mais comuns são o preenchimento com ácido hialurônico e a aplicação de Botox®, além do lifting facial sem cortes e do transplante capilar FUE – em casos específicos.

Botox®

A aplicação de toxina botulínica, em pontos pré-determinados da face, suaviza rugas e linhas de expressão, como os incômodos pés de galinha. A ação do Botox® é para relaxar a musculatura e minimizar a formação de novas rugas no rosto, mas também pode ajudar a corrigir assimetrias na face, como alturas diferentes das sobrancelhas, por exemplo.

Preenchedores

O preenchimento com ácido hialurônico é feito para diferentes objetivos, como aumentar o volume de algumas áreas (as maçãs do rosto e o queixo, por exemplo). Os preenchedores também nivelam sulcos e rugas, preenchem olheiras profundas, melhoram a projeção do nariz e ainda são famosos no preenchimento labial – delineando o contorno da boca, aumentando e dando mais hidratação.

Ultraformer

A tecnologia também é aliada na hora de fazer a harmonização facial. O Ultraformer III é capaz de realizar o lifting facial sem cortes e sem cirurgias, através de seu poderoso ultrassom microfocado. Com esse aparelho, é possível preencher sulcos, ganhar volume, diminuir rugas e combater a flacidez facial.

Transplante capilar

Sim, o transplante capilar faz parte das técnicas aplicadas para harmonizar a face. Ele é o primeiro passo da harmonização masculina, quando existe muita queda dos fios com as “entradas” bem aparentes. O transplante FUE recupera a hairline – linha que demarca o início dos fios de cabelo – o que redefine os contornos do rosto, melhorando os ângulos faciais.

Harmonização natural valoriza características

A harmonização valoriza as características únicas, com naturalidade. Entre os principais resultados do procedimento estão maior simetria e mais uniformidade, mas sempre respeitando os objetivos e características de cada pessoa.

Mas tudo isso começa com a escolha do profissional que vai cuidar de você. Ele deve ser qualificado e entender do assunto, pois as feições de cada paciente precisam ser estudadas, a fim de entender as proporções do rosto e fazer um tratamento totalmente personalizado. É assim que se mantém a individualidade, com resultados naturais!

Em resumo: a harmonização facial busca aumentar sua autoestima, fazendo com que você se reconheça ao olhar no espelho.

Quanto custa uma harmonização facial?

Não há como definir um valor fixo para a harmonização facial, pois a definição das técnicas e procedimentos que serão realizados para harmonizar influenciam no orçamento, além do número de sessões necessárias. Logo, o mais indicado é procurar a avaliação de um médico especialista, que vai esclarecer suas dúvidas sobre o tratamento e identificar quais os métodos são recomendados para o seu caso.

Marcelo Wagner

Marcelo Wagner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.