Reforma de Móveis: 5 Dicas Essenciais

Reforma de Móveis: 5 Dicas Essenciais

Quando se trata de dar um jeito na casa, muitas pessoas já ficam ansiosas e com medo dos gastos dispendiosos. No entanto, a alternativa da reforma de móveis pode ser bastante vantajosa, uma vez que permite a economia financeira, ao mesmo tempo em que redecora o ambiente.

Além do mais, dependendo do tipo de móvel, é possível recuperar a beleza estética do artigo, com uma reforma simples. 

As mobílias de madeira são um ótimo exemplo, já que a recuperação do material pode ser feita com o auxílio de poucas ferramentas.

Outro ponto positivo da reforma de móveis é a questão da sustentabilidade. Ao optar pela revitalização ou a reforma de poltrona, por exemplo, é possível diminuir a geração de resíduos. Dessa maneira, você tem um móvel de maior vida útil, sem a necessidade de descartar o seu mobiliário antigo.

Assim, para te ajudar nessa tarefa, separamos 5 dicas essenciais para a reforma de seus móveis.

Quer saber mais? Então, acompanhe até o fim a leitura do artigo de hoje!

1 – Faça um planejamento detalhado

Em primeiro lugar, é fundamental verificar quais são os móveis que realmente precisam de uma reforma, ou somente dar aquele up para melhorar a estética.

Por exemplo, os móveis planejados para banheiro raramente precisam de reforma, mas pode ocorrer a necessidade, em especial os artigos que têm muito contato com a umidade.

Mas também é preciso lembrar que o banheiro é um cômodo que nem sempre dispõe de grandes espaços. 

Portanto, a reforma dos móveis planejados não pode atrapalhar a disposição, organização e otimização do espaço.

Em alguns casos, é comum ver o descolamento de acabamentos dos móveis planejados. Para reformas desse tipo, apenas a compra de um novo revestimento e uma cola fixadora são suficientes para a reforma.

Daí a importância de um planejamento adequado. Quando colocamos tudo no papel, é possível visualizar melhor quais são os móveis que precisam realmente de uma reforma, bem como ter um controle de custos e as ferramentas envolvidas nesse processo.

Sendo assim, o planejamento para reforma de móveis deve conter:

  • A descrição das falhas do móvel;
  • Os materiais envolvidos na reforma;
  • As ferramentas necessárias para a reforma;
  • A média de gastos para recuperação da mobília.

Lembre-se que algumas ferramentas são imprescindíveis para a remodelação de qualquer móvel, como as lixas, cola para madeira, tinta, verniz e massa para acabamento. 

Claro que, o uso de todos esses materiais irá depender diretamente das condições do móvel.

2 – Limpe e retire as imperfeições das superfícies

Imagine que você deseja somente mudar a cor dos seus móveis alto padrão, já que as condições estruturais estão perfeitas. 

O procedimento é simples, entretanto, é preciso fazer a limpeza da superfície da mobília, para que nenhuma sujeira fique impregnada durante a pintura.

Os móveis de alta qualidade são reconhecidos pela sua versatilidade, bem como na qualidade dos materiais usados na composição, que oferecem uma grande resistência e durabilidade, com flexibilidade na modulação de designs.

Por isso, não é comum a reforma total desses móveis, mas ao mudar a cor, você irá precisar lixar as superfícies, fazer uma boa limpeza e, somente depois de todo esse processo, aplicar a tinta. Isso irá garantir uma pintura uniforme, homogênea e lisa.

Também é necessário retirar os acessórios envoltos nos móveis, como puxadores, dobradiças e maçanetas. 

Afinal, mesmo os móveis planejados sp possuem esses itens e, para um lixamento completo e limpeza eficiente, vale a pena retirar esses elementos.

Para isso, conte com a ajuda de uma chave de fenda. Não se esqueça de guardar os acessórios, para evitar o respingamento de tinta nestas partes. Somente após a pintura completa do móvel, recoloque os itens.

3 – Escolha um local adequado para fazer a reforma

Durante a reforma dos móveis, você irá usar tinta, cola, lixas, materiais e ferramentas que causam muita sujeira, que podem respingar no restante da casa e, inclusive, algumas substâncias que são prejudiciais à saúde.

Por conta disso, mesmo em situações simples, como a renovação de pintura de um armário planejado para banheiro, é preciso buscar um local arejado e bem iluminado para trabalhar. Isso irá reduzir as chances de intoxicação por tinta e cola, além de diminuir o uso de iluminação artificial.

Você também deve forrar o local com jornais velhos ou lonas de plástico, como forma de evitar sujeiras e respingos de tinta. 

Se necessário, use luvas e óculos de proteção para não se machucar durante o processo.

Caso você trabalhe com um equipamento perigoso, avalie se não é preciso fazer uso de outros equipamentos de proteção individual (EPI). Ou, então, busque ajuda de um profissional para a realização do trabalho.

4 – Use e abuse da criatividade

Tem horas que, mesmo o móvel não precisando de reformas, temos vontade de mudar algumas coisas, seja para combinar com a decoração do ambiente, ou somente como um gosto pessoal, para colocar mais cor na sua casa.

Um exemplo é a cadeira charles eames com braço, um móvel totalmente adaptado para escritórios, home office, comércios, entre outros estabelecimentos de trabalho, sendo uma ótima opção para quem permanece muito tempo sentado executando uma tarefa.

Esse móvel é extremamente resistente e possui um design pensado para a ergonomia da pessoa, assegurando o conforto e praticidade, evitando, assim, possíveis fadigas musculares, dores e lesões por má postura.

Apesar de ser muito sofisticada e precisar de poucos reparos, você pode usar pedaços de tecido para compor um visual mais despojado na sua cadeira. 

Aqui, vale a pena abusar da criatividade para ter um bom móvel diferenciado e divertido. Se necessário, busque ajuda de um profissional ou leve à cadeira até à fábrica, para possíveis reparos.

Os tecidos também podem ser usados no revestimento de móveis modulados, conferindo uma nova textura para essa mobília. 

O papel adesivo também aparece como uma excelente opção, para quem deseja investir em um DIY (do it yourself, ou, em português, “faça você mesmo”) de um móvel totalmente renovado.

5 – Conheça as especificações de cada material

Não adianta nada começar a reformar aquele seu armário lindo da cozinha, sem antes saber qual é o material da sua composição. Isso porque cada um desses substratos têm uma forma de tratamento diferente. 

Ou seja, você não pode aplicar a mesma reforma em um móvel de madeira e de MDF, por exemplo.

Sendo assim, lá no início, quando você for fazer o planejamento da sua reforma, lembre-se de colocar no papel certinho o material de cada móvel, para não correr riscos depois.

Afinal de contas, se você usar uma tinta verniz especial para madeira em um home planejado com acabamento laminado, o resultado pode ser muito ruim. Assim, você vai acabar estragando o móvel, ao invés de consertá-lo.

Caso sinta dificuldade em determinar o tipo de material de cada mobília, tente entrar em contato com uma equipe de profissionais especializada em reforma de móveis

Aliás, é um investimento mais econômico que a compra de um produto novo, e os resultados são extremamente satisfatórios, afinal, você personaliza o móvel de acordo com o seu gosto.

Uma equipe de profissionais irá realizar todo o trabalho conforme os gostos e necessidades do cliente, respeitando as especificações e, até mesmo, imprimindo uma nova personalidade ao móvel. 

Ou seja, caso você não tenha habilidades para modificar ou reformar seus artigos de casa, é possível encontrar pessoas qualificadas para este trabalho.

Conclusão

Quando falamos em reforma é quase automático pensarmos em modificações estruturais dentro de casa. Assim, acabamos esquecendo que, a reforma de móveis pode ser uma grande aliada para quem deseja dar novos ares ao ambiente, sem gastar muito.

Além do mais, a reforma de móveis ajuda na economia financeira e reduz a geração de lixo. 

É aquela velha história, ao invés de jogar aquele seu sofá no lixo, que tal ver a possibilidade de aproveitamento dele, mudando o estofado ou consertando algo que está quebrado? O resultado pode ser muito positivo!

A reforma de móveis também abre possibilidades para o abuso da criatividade. 

Você pode investir na alternativa do “faça você mesmo”, tendo um trabalho mais artesanal e personalizado, ou então, contratar uma equipe de profissionais. Tudo depende do seu gosto pessoal.

Portanto, diante de todas as vantagens do processo de reforma de móveis, vale a pena fazer um bom planejamento e verificar o que você quer mudar na sua casa hoje. 

Não se esqueça: tenha todos os detalhes em mãos, para que tudo saia conforme o seu projeto e a sua reforma seja um sucesso!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leia Também:

A pintura nova, valoriza o imóvel na hora da venda?

Maria J. Vilich

Maria J. Vilich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.